Experiência agroecológica transforma conceito de produção em assentamento no Espírito Santo

Experiência agroecológica transforma conceito de produção em assentamento no Espírito Santo

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO INCRA/ES

.

No assentamento Gaviãozinho, localizado no município de Nova Venécia, na região Noroeste do Espírito Santo, uma família está contabilizando os ganhos e as vantagens de terem adotado a agroecologia como nova forma de produção.

Assentados cearenses apostam na produção agroecológica para incrementar renda

Assentados cearenses apostam na produção agroecológica para incrementar renda

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DO INCRA/CE

.

Ainda nem saiu o sol e o dia do agricultor José Júlio Rodrigues já começou. Com a ajuda da esposa, Francisca Menezes Rodrigues (Dona Tica), ele prepara os produtos para participar de mais uma feira agroecológica no Ceará. O casal mora no assentamento criado pelo Incra, Várzea do Mundaú, no município de Trairi, a 135 quilômetros da capital Fortaleza.

Assentamento paraibano exporta algodão colorido para a Europa

Assentamento paraibano exporta algodão colorido para a Europa

.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DO INCRA/PB

Agricultores do assentamento Campos, no município de Salgado de São Félix, no Agreste paraibano, viram na retomada da cultura do algodão, que até a década de 1980 era a principal atividade da região, a chance de conquistar novos mercados e uma nova fonte de renda.

Riqueza natural do Cerrado contribui na renda de famílias assentadas

Riqueza natural do Cerrado contribui na renda de famílias assentadas

MARINA OLIVEIRA

A rica natureza proveniente do bioma Cerrado é aproveitada como matéria-prima em empreendimentos da reforma agrária, transformando a vida das famílias por meio da renda e do trabalho que são gerados com a utilização, de forma orgânica, dos recursos naturais.

A agroindústria Doce Sabor, implantada no assentamento Três Barras, em Cristalina (GO), tem nas frutas nativas a base da sua produção. Criada há 19 anos, garante a renda da família de Eva Regina Gomes Rodrigues, com a comercialização de aproximadamente 300 quilos de doce por mês.